Tudo que você precisa saber sobre High School

O High School é uma modalidade de intercâmbio que dá ao jovem a oportunidade de estudar em outro país por um período de seis meses a um ano. A ideia é cursar um ano equivalente ao realizado no Brasil no Ensino Médio, com a vantagem de aperfeiçoar outro idioma, conhecer uma cultura diferente e melhorar o currículo.

Diante do custo para manter um estudante no ensino privado no país, muitos pais já optam por oferecer o High School aos seus filhos. Quer saber se essa é uma opção adequada para a sua família? Explicamos tudo sobre o assunto a seguir!

Como funciona o High School?

Há opções de estudo em diferentes países, como Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia, Austrália, África do Sul e algumas regiões da Europa. Portanto, antes de iniciar o processo do intercâmbio é indicado pesquisar sobre as localidades e escolher, junto com o filho, o destino ideal.

Antes de liberar o jovem para estudar em outro país os pais se preocupam com diferentes fatores como: controle dos horários de estudo, acompanhamento do aprendizado, local de moradia e adaptação. Por isso, explicamos a seguir como funciona a hospedagem e o monitoramento dos jovens:

Moradia

A vantagem do High School é justamente a oportunidade de o adolescente “aprender a se virar” um pouco mais por conta própria. Ele é acolhido por uma família local como se fosse um filho e consegue participar de todo o seu cotidiano. Assim, acompanha os costumes, hábitos alimentares e ainda aprende a seguir os padrões daquela residência.

Outra opção é a moradia nas “Boarding Schools”, ou seja, escolas particulares que funcionam em regime de internato. Nelas, o estudante fica hospedado dentro do campus ou próximo à escola com direito à pensão completa. Os monitores da escola são responsáveis por monitorar os alunos e ajudá-los quando surge alguma dificuldade.

Logo, essas duas modalidades de hospedagem proporcionam muito aprendizado ao jovem, que precisa se adaptar a um novo contexto de vida.

Duração

O intercâmbio de High School pode durar de um a dois semestres letivos, lembrando que em muitos países as atividades escolares iniciam entre os meses de julho e setembro.

Visto

O visto de estudos em outro país costuma passar por um processo diferenciado e, por isso, exige muitas documentações e pode levar mais tempo para ficar pronto. Sendo assim, é indicado avaliar essa oportunidade de intercâmbio com antecedência e procurar uma agência especializada para orientá-lo.

Quais são as principais vantagens de fazer o High School?

Não há dúvidas de que um intercâmbio abre muitas portas para o jovem quando ele decide entrar no mercado de trabalho. Afinal, ele consegue aperfeiçoar a pronúncia e escrita em um idioma estrangeiro, o que é muito valorizado pelas maiores companhias ao redor do mundo. Além disso, o High School favorece o desenvolvimento do adolescente em diferentes áreas:

Crescimento Pessoal

O jovem sai de sua zona de conforto e precisa se adaptar a um novo contexto. Isso favorece o crescimento pessoal, permitindo que o adolescente tenha mais confiança para encarar os desafios de sua rotina.

Imersão em outra cultura

É incrível poder viajar, saborear diferentes pratos e ainda aprender! Já imaginou todas as experiências que serão vivenciadas por um jovem que permanece por alguns meses em outro país? Com certeza essa é a melhor oportunidade que os pais podem oferecer aos seus filhos.

Eles voltarão para casa motivados, cheios de expectativas sobre o futuro e vontade de fazer coisas diferentes. Afinal, puderam aprender sobre outra cultura e agora conseguem incorporar muitas situações no dia a dia.

E aí, o que achou dessa ideia de incentivar o seu filho a fazer um High School? Deixe o seu comentário ou dúvida abaixo, assim podemos ajudá-lo com mais informações.

Por que fazer intercâmbio no Canadá? Conheça 6 motivos!

Você está planejando uma viagem de estudo para aperfeiçoar o inglês e ainda tem dúvidas sobre qual é o melhor destino? Muitos jovens optam por fazer um intercâmbio no Canadá pelas vantagens de estudar no país: segurança, belas paisagens e qualidade na educação.

Quer conhecer os principais motivos para programar o seu intercâmbio para este país incrível? Vamos lá!

1. Qualidade de vida

Muitos brasileiros optam por fazer intercâmbio no Canadá pela excelente qualidade de vida que o país oferece. Vancouver, por exemplo, já foi eleita a terceira melhor cidade do mundo para se viver. Isso porque ela tem muitos recursos para o oferecer aos cidadãos como infraestrutura, áreas de lazer e estabilidade econômica.

2. Educação

O país também investe muito na qualidade da educação, o que o torna uma excelente opção para intercâmbio. Na última pesquisa realizada pelo Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o Canadá foi listado entre os 10 melhores níveis educacionais nas áreas de Matemática, Ciências e Interpretação de Texto.

O resultado é surpreendente visto que o país tem alto número de imigrantes. Isso só indica que esses novos alunos conseguem se adaptar rapidamente à cultura e ao ensino canadense.

3.Possibilidade de aprender dois idiomas

Fazer um intercâmbio no Canadá também é uma oportunidade única para aprender dois idiomas ao mesmo tempo. O país tem como línguas oficiais o Inglês e o Francês, logo, você pode se programar para estudar as duas.

4. Belas paisagens

O país tem uma paisagem incrível que encanta muitos brasileiros que viajam para lá. Uma opção é a Cordilheira Rocky Mountains, que tem opções para quem deseja esquiar, fazer escaladas ou apenas curtir bons momentos ao ar livre.

Cordilheira Rocky Mountains, Canadá

Há ainda as Cataratas do Niágara, que são formadas por três grupos de quedas d’água: as Canadenses, as Americanas e a Véu de Noiva. O Nahanni National Park é outro grande atrativo para turistas. Ele foi tombado como patrimônio histórico da Unesco e tem 30 mil quilômetros quadrados de área preservada.

5.Opções de trabalho

Dependendo do período que o aluno permanece no país, ele tem a oportunidade de intercalar o estudo com o trabalho. Essa opção está disponível para quem realiza um curso de Business de 6 meses com mais 6 meses de estágio remunerado.

6.Segurança

O Canadá tem um dos menores índices de violência do mundo, por isso, é considerado um local seguro para estudar e morar. A cidade de Regina, por exemplo, é considerada violenta pelos canadenses e registra uma taxa de homicídio de apenas 3,58 para cada 100 mil habitantes.

Esse índice é semelhante à da cidade de Indaiatuba, em São Paulo, considerada a segunda menos violenta do Brasil por registrar 3,5 casos para cada 100 mil habitantes.

Enfim, esses são os principais motivos que muitas pessoas decidem fazer intercâmbio no Canadá. Ficou interessado em conhecer mais sobre o país e as opções de viagem? Confira os pacotes especiais da Cali

Como tirar boas fotos durante a viagem? Confira 4 técnicas!

A mala está pronta e você já está esperando o avião para embarcar na viagem dos sonhos. Foram meses de espera, ansiedade e agora chegou o momento de curtir o passeio e fazer registros para guardar de lembrança. E aí, como tirar boas fotos para publicar nas redes sociais, mostrar aos amigos ou simplesmente recordar depois?

menina tirando foto com monumento

Como fazer registros das suas viagens

Não é preciso ser um fotógrafo profissional para fazer imagens que vão demonstrar sua alegria e entusiasmo durante o passeio. Com o uso de algumas técnicas, é possível aproveitar a câmera do seu smartphone ou tablet  para registrar momentos incríveis. Vamos lá?

 

1. Atenção ao “timing”

Algumas situações são únicas e dar atenção ao “timing” é primordial para não perder o registro. Esse pode ser o grande desafio da sua viagem, pois haverá muita novidade ao seu redor.

Tela de um celular tirando foto do nascer do sol

Tirando foto do nascer do sol

Se você acordou cedo e está diante de um lindo nascer do sol, por exemplo, só conseguirá fazer a foto se estiver com o celular na mão (e com bateria, claro!). Por isso dizemos que o timing é importante: é necessário identificar a imagem que se deseja registrar e agir rápido, pois não é possível “recriar” determinados cenários ou situações.

 

2. Enquadramento adequado para tirar boas fotos

Uma imagem bonita depende muito do enquadramento utilizado. A principal técnica usada pelos fotógrafos é a regra dos dois terços, pois acredita-se que o cérebro humano dá mais atenção para os objetos que aparecem no terço vertical ou horizontal.

menina sendo fotografada enquanto tira outra foto

Regra dos dois terços

Por exemplo: em vez de tentar enquadrar uma pessoa bem no meio do ambiente, procure deixá-la um pouco mais à esquerda ou direita. Isso dá mais espaço para você mostrar a paisagem e ainda concentra a atenção nos “dois terços” da foto.

 

3. Iluminação e criatividade

Ainda está se perguntando como tirar boas fotos durante a viagem? Aqui vai mais uma dica: aproveite a iluminação disponível. Muitas vezes é possível criar uma imagem diferente quando o sol baixa e faz sombra em determinado objeto. Essa é uma oportunidade de brincar com a câmera e usar a criatividade para ter fotos incríveis!

Casa do hobbit

Condado dos Hobbits na Nova Zelândia

A iluminação em excesso, por sua vez, pode causar um inconveniente. Se você fizer a foto contra o sol, por exemplo, a imagem ficará branca e provavelmente não haverá muito para ser aproveitado.

4. Diversidade de ângulos

É muito interessante variar os ângulos das pessoas e objetos nas fotos  para ter boas memórias da viagem. Procure trocar o lado utilizado para registrar os pontos turísticos, faça ângulos de baixo para cima e vice-versa e troque o lado em que a pessoa aparece.

menina tirando foto de cima para baixo

Foto de outros ângulos.

Também é interessante testar recursos da câmera para focar ou desfocar objetos. Você pode colocar flores na frente desfocadas e deixar a atração principal mais para trás, por exemplo.

Outra ideia é utilizar o próprio ambiente para criar “molduras” fictícias para deixar suas fotos mais atrativas. Para isso, pode-se utilizar a parede de um lugar, estátuas, pedras, entre outras opções.

 

Agora você já sabe como tirar boas fotos durante a viagem! Basta ter um pouco de paciência, observar o ambiente ao redor para aproveitar o timing certo, caprichar na iluminação e enquadramento.

 

E aí, pronto para testar essas dicas? Depois, aproveite para compartilhar as suas fotos da viagem nos comentários abaixo. 

Quer estudar no exterior? Confira 6 dicas para se preparar!

Você quer estudar no exterior, mas não sabe por onde começar? Planejar esse projeto é fundamental para você ter êxito e uma boa experiência internacional. Essa primeira etapa consome um pouco de tempo e energia, contudo, ela é necessária para você chegar ao destino com toda a documentação exigida e a tranquilidade que precisa para aproveitar o momento.

O que acha de conferir as nossas dicas e iniciar os planos da sua viagem? Acompanhe!

6 dicas para se preparar para estudar no exterior

Para quem vai viajar pela primeira vez com o objetivo de aperfeiçoar uma língua estrangeira, é muito importante criar um plano e realizar todas as etapas. Veja:

1. Defina um objetivo

Há diferentes formas de estudar no exterior. Você pode escolher entre as seguintes opções:

Muitos jovens preferem que a primeira experiência no exterior seja durante as férias escolares. Assim, eles têm tempo de aperfeiçoar a língua estrangeira e conhecer outra cultura, sem que precisem ficar muito tempo longe da família. Essa também é uma forma de deixar os pais mais tranquilos durante o primeiro desafio longe de casa.

2. Defina a língua estrangeira

Você pretende aperfeiçoar o inglês, espanhol ou francês? Definir essa questão é muito importante para você selecionar o destino ideal do seu projeto. Além disso, lembre-se de estudar um pouco antes da viagem para conseguir aproveitar ao máximo essa experiência em outro país.

3. Pesquise sobre o destino

Avalie as opções disponíveis para o estudo da língua estrangeira. Cada local tem uma característica diferente e você pode se apaixonar por uma cidade que antes nem passava pela sua cabeça.

Quem pretende estudar inglês, por exemplo, pode escolher entre diferentes locais:

  • Califórnia, nos Estados Unidos;
  • Vancouver ou Toronto, no Canadá;
  • Gold Coast ou Melbourne, na Austrália;
  • Dublin, na Irlanda;
  • Londres, na Inglaterra.

Já deu para perceber que há lugares incríveis ao redor do mundo, não é mesmo? Então, pesquise, avalie as vantagens e desvantagens de cada destino e faça a sua escolha.

4. Organize o seu dinheiro

Se você pagará a viagem com o próprio dinheiro, é muito importante começar a economizar o quanto antes. Afinal, muitos países exigem que você tenha uma quantidade mínima disponível para entrar. Se você depende da ajuda dos seus pais, tenha uma boa conversa com eles para saber se é necessário auxiliá-los de alguma maneira.

5. Busque ajuda de um profissional

Planejar sozinho a primeira viagem de estudos pode ser muito estressante. Principalmente se você não conhece as regras do país de destino. Sendo assim, procure auxílio de uma agência especializada para orientá-lo sobre o curso, locais de hospedagem e processo de entrada no local.

6. Prepare a documentação

Sem os documentos exigidos pelo país você não passará pela fronteira. Portanto, preste atenção em todas as providências que precisa tomar antes de comprar o pacote de viagem para estudar no exterior.

Alguns países, como os Estados Unidos, solicitam que o visitante responda a um extenso formulário e depois passe por uma entrevista para receber o visto. Sem ele, você não terá chance de sair do aeroporto.

Em alguns casos, também é necessário manter a carteirinha de vacinação em dia. Sendo assim, converse com a empresa que está organizando a sua viagem para não deixar faltar nada.

Também é fundamental levar junto o passaporte, a passagem de volta, o comprovante do local em que ficará hospedado, documentação do seguro saúde e o número de contato de uma pessoa de confiança no país de destino.

Pronto! Agora é só iniciar o seu planejamento e seguir todos os passos para realizar o sonho de estudar no exterior.

Gostou das nossas dicas? Aproveite para conhecer os destinos mais procurados para fazer intercâmbio!

 

Viagem de férias ou estudos? Saiba como aproveitar os dois!

Já faz algum tempo que você pensa em fazer uma viagem de férias com os amigos ou sozinho e, de repente, seus pais decidiram apoiar a iniciativa. E agora? Será que vale a pena investir apenas em lazer? Muitos jovens buscam o intercâmbio como uma maneira de aperfeiçoar o inglês, turbinar o currículo e ainda, conhecer um país incrível.

Você ainda não está convencido de que um intercâmbio pode ser uma boa opção? Acompanhe o post e conheça bons motivos!

Por que trocar a viagem de férias por um intercâmbio?mena de costas com gorro preto andando pelas ruas de Nova York

Se você escolhe viajar para a Disney durante as férias, utilizará o seu tempo apenas para curtir o lugar e fazer umas compras. Um intercâmbio, por sua vez, oportuniza tudo isso e muito mais: é possível fazer novas amizades, visitar pontos turísticos e cidades próximas, esclarecer dúvidas sobre a língua com professores nativos e aprender a conviver com uma cultura bem diferente da sua.

A viagem de estudos torna-se uma verdadeira aventura para quem chega de “coração aberto” ao destino. Já pensou que é incrível ter amigos de diferentes lugares do mundo? Isso pode facilitar muito no dia em que  você decidir viajar novamente.

O Cleber Piccione é um exemplo de quem trocou uma viagem de férias por um intercâmbio e hoje já usufrui os benefícios dessa ideia. “A melhor coisa que fiz na vida foi ter feito um intercâmbio a cinco anos atrás. Depois disso mudou meu conceito de vida e agora já estou aplicando minha residência na Austrália”, comentou.

Como você pode notar pelo depoimento, o intercâmbio “abre a cabeça” da pessoa para um mundo de possibilidades. Entre elas estão:

  • a oferta de um emprego no exterior;
  • viagens com hospedagens na casa de amigos;
  • facilidade para obter visto ou permissão de entrada em outros países;
  • conhecimento aprofundado da língua para tentar uma faculdade ou pós-graduação internacional.

Está convencido de que o intercâmbio é uma excelente opção? Então, conheça alguns lugares que recebem bem os brasileiros.

Lugares para fazer intercâmbio de estudos

Há países incríveis para visitar durante as férias e que proporcionam muitas aventuras para jovens e adultos. Conheça os destinos mais procurados:

San Diego

imagem panorâmica de San Diego

A cidade fica localizada no Sul da Califórnia. O local reúne muitas praias,comunidades de surfe, museu, zoológico, restaurantes, bares e parques de diversão. Uma atração muito procurada em San Diego é o Sea World, local conhecido mundialmente por ter baleias e golfinhos adestrados.

Vancouver

imagem panorâmica de Vancouver

Essa cidade do Canadá tem uma paisagem belíssima e privilegiada, pois é banhada pelo mar em um lado, e no outro tem uma cadeia de montanhas. Vancouver oferece muitas opções para os visitantes como:

  • trekking nas montanhas;
  • passeios de bicicleta;
  • parques;
  • restaurantes;
  • lojas;
  • vida noturna agitada.  

Gold Coast

imagem panorâmica de Gold Coast

Essa cidade da Austrália também é uma das queridinhas de muitos brasileiros. O local apresenta muitas opções de lazer para os visitantes e facilita a permanência de quem viaja para estudo.

O bairro Surfers Paradise é o destino de quem gosta da vida noturna ou pretende fazer compras. Há ainda belíssimas praias para passar bons momentos com os amigos.

Já deu para perceber que é muito melhor trocar uma viagem de férias por um intercâmbio, não é mesmo? Você consegue aperfeiçoar outra língua e ainda se divertir muito!

Quer saber mais sobre essa modalidade de viagem? Entre em contato e tire todas as suas dúvidas com nosso time de especialistas!

Quais são os melhores lugares para fazer intercâmbio?

Realizar uma viagem de estudos é o sonho de muitos jovens. Essa é uma maneira de aprender, fazer turismo, conhecer pessoas e uma cultura completamente diferente. Na hora de planejar a viagem, é necessário escolher um entre os melhores lugares para fazer intercâmbio.

Reunimos uma lista com os principais destinos de viagem para estudo e as particularidades de cada local. Assim, fica mais fácil de escolher a opção ideal para você. Vamos conferir?

África do Sul

Uma das vantagens de realizar um intercâmbio na África do Sul é o baixo custo para se manter no local. Além disso, a cultura exótica e o clima tropical permitem que os estudantes possam realizar muitas atividades na região.

A cidade do Cabo é um dos locais mais procurados, pois alia modernidade a belas paisagens. O local tem trilhas, parques, praias, museus e muitas opções de bares e restaurantes.

Tudo isso demonstra o potencial turístico da região que pode servir de incentivo para muitos jovens que querem aprimorar o inglês durante as férias escolares. Afinal, sempre sobrará um tempo para curtir uma praia ou ter um happy hour com os amigos do curso.

Austrália

A Austrália tem sido um dos destinos mais procurados pelos brasileiros recentemente. Isso porque o país tem uma política de imigração mais flexível, praias de tirar o fôlego e uma segurança que transmite tranquilidade para os jovens e os pais.

Entre julho de 2015 e junho de 2016, o país recebeu mais de 11 mil brasileiros que pretendiam aprimorar a língua estrangeira. Um dos motivos para tanta procura é a possibilidade do jovem trabalhar enquanto estuda, quando o curso tem duração de alguns meses.

Canadá

Para muitos, as temperaturas geladas podem assustar um pouco na hora de decidir realizar a viagem de estudos. Contudo, esse é um dos melhores lugares para fazer intercâmbio.

O dólar canadense tem um valor mais baixo do que o americano, o que se torna uma vantagem em termos de custos com a viagem. Além disso, a paisagem é muito diferente do que os brasileiros estão acostumados: o frio proporciona montanhas cobertas por neve e o verão tem sol até 22 horas.

O país também tem baixo índice de criminalidade, qualidade na educação e variadas opções de lazer para adultos e jovens. Outra vantagem é a possibilidade de estudar dois idiomas ao mesmo tempo, pois o Canadá tem o francês e o inglês como línguas oficiais.

Estados Unidos

Quem nunca sonhou em aprender inglês no país do Tio Sam? Os Estados Unidos também integram os melhores lugares para fazer intercâmbio. O jovem que conhece o local se depara com muita tecnologia, infraestrutura de ponta e inúmeras opções de lazer.

Esse é um destino que com certeza consegue potencializar o currículo do jovem e abrir portas no futuro. O país também é uma excelente opção para realizar compras e voltar com a bagagem reple­ta de roupas e calçados de marca, além do último exemplar de Iphone.

O estudante ainda consegue aproveitar belas praias, parques aquáticos, teatros, museus e zoológicos. Ou seja, é o lugar ideal para unir estudo e diversão ao mesmo tempo!

Irlanda

O país também já conquistou o coração de muitos brasileiros. Fazer um intercâmbio na Irlanda é a oportunidade de aprimorar o inglês, visitar muitos pubs e realizar passeios rápidos para outros países da Europa com passagens no modelo low cost.

A Irlanda também tem muitos museus e castelos preservados que retratam a cultura e o estilo de vida daquela população. Quem aprecia conhecer sobre a produção da cerveja, por exemplo, pode visitar o Museu da Guinness e contemplar uma bela vista ao final do tour.

Esses são os melhores lugares para fazer intercâmbio para aperfeiçoar o inglês e ainda fazer turismo durante os momentos de lazer. Algum destino chamou mais a sua atenção? Deixe seu comentário ou dúvida para que possamos trocar informações com você!

O que fazer à noite em Toronto

O que fazer na vida noturna agitada de Toronto


Conheça as os melhores lugares e o que fazer a noite em Toronto. Na margem norte do Lago Ontário, um dos cinco Grandes Lagos, Toronto é umas das cidades que mais recebem turistas no Canadá e conta com diversas atrações para todos os momentos do dia.

Entre os ótimos restaurantes de Toronto, bares, jogos, shows e baladas, que acontecem diariamente e são as principais atrações para quem quer curtir a noite, também é possível visitar alguns pontos turísticos no período noturno, tendo outra vista da grandiosidade de Toronto. Por isso, o Dicas do Canadá preparou uma listinha com algumas ideias do que fazer de noite em Toronto, para você se inspirar e programar melhor a sua viagem.

Visitar a CN Tower de noite

A CN Tower, um dos principais pontos turísticos de Toronto, pode ser visitada a noite. Aberta até as 10:30pm, o período noturno propõe uma visão bem diferente de Toronto com os prédios iluminados, o movimento dos carros pelas ruas, e até a sua própria iluminação que fica espetacular. Com 553 metros de altura, a atração tem quatro níveis para observar; em um deles, destaca-se o mundialmente famoso Piso de Vidro, onde, olhando para baixo, é possível ter a dimensão da altura do observatório. Além disso, também possui um restaurante giratório, aberto até as 10:15pm para o jantar que, com uma vista à 351 metros de altura, percorre 360 graus em 72 minutos.

Uma partida no Rogers Centre a noite

Assistir uma partida de baseball no Rogers Centre é um passeio que entra no topo da lista do que fazer de noite em Toronto.  A casa do Toronto Blue Jays Baseball Club™ recebe vários jogos, sendo que muitos deles são no período noturno, por volta das 7pm. O estabelecimento também é palco de outras atrações; desde sua abertura, em junho de 1989, foram mais de 2000 eventos e de 60 milhões de visitantes, então vale checar seu calendário e garantir um passeio diferenciado.

Uma balada noturna no Maná

O Maná é praticamente a balada dos brasileiros em Toronto. De quinta-feira, que é o dia que acontecem as festas brasileiras, é praticamente impossível não escutar alguém falando português no estabelecimento. Nesse mesmo dia, a casa oferece feijoada de graça aos seus clientes. O legal é que o público predominante é o brasileiro, mas também vem gente de todos os países querendo conhecer nossas músicas. É uma das melhores baladas de Toronto, e você pode escolher várias que estão nessa lista, pois são ótimas.

Madison, um happy hour imperdível em Toronto

Os pubs são muito tradicionais em Toronto e a cidade está repleto deles. O Madison é uma das principais atrações da lista sobre o que fazer de noite em Toronto, pois é um dos maiores e um dos melhores também. De quinta-feira, por exemplo, o estabelecimento fica lotado, pois a cerveja é mais barata. É legal chegar bem cedo, ainda quando está claro, pois dá para ficar curtindo horas com os amigos reunidos. Depois, mais tarde, a balada começa e dá para ir para a pista dançar.

Os jogos no Real Sports Bar and Grill em Toronto

Outro pub bacana para visitar e que atrai tanto os canadenses, como os turistas, é o Real Sports Bar and Grill. O bar tem vários telões espalhados pelo ambiente onde é possível assistir aos jogos. Colado no Air Canada Centre – espaço onde acontecem vários jogos e shows em Toronto, é possível dar uma paradinha no estabelecimento recebe  para comer alguns petiscos e beber drinks antes dos eventos no AAC. Um dos principais bares de Toronto para visitar de noite.

Um jantar a noite no Richmond Station

Os restaurantes também são uma ótima opção para finalizar o dia e essenciais na lista do que fazer de noite em Toronto. A cidade conta com restaurantes incríveis, com um ótimo atendimento e cardápio espetacular. Um deles é o Richmond Station que oferece os melhores pratos da culinária canadense e internacional. O estabelecimento foi um dos vencedores do prêmio Travelers’ Choice 2015 – Os melhores restaurantes sofisticados do Canadá, realizado pelo TripAdvisor.

Uma noite no Entertainment District de Toronto

É no Entertainment District que ficam a maioria das atrações na lista do que fazer de noite em Toronto. A CN Tower, o Rogers Centre, por exemplo, são algumas das atrações do local. Como o nome já diz, a programação que visa o entretenimento ganha destaque na região, então vale checar o calendário de eventos e não perder nada. A região conta com teatros, boates, bares e restaurantes famosos também.

Uma dica legal para quem vai para o Canadá é alugar um carro para poder voltar desses passeios noturnos sem depender do transporte público. Sem falar que com um carro você pode conhecer outras cidades do Canadá que são próximas, explorar suas estradas que são lindas e as paisagens e lugares naturais pelo caminho que são incríveis.

 

Fonte: http://www.dicasdocanada.com.br